Butão, o Reino da Felicidade

IMG_2311

Você já ouviu falar do país considerado o mais feliz do mundo? Índice de criminalidade quase zero, saúde e educação para todos, paisagens deslumbrantes e um povo muito hospitaleiro… Esse é o Butão. Um pequeno reino na Ásia que tem um ministério da felicidade, que realiza pesquisas para atender as necessidades da população e investe o dinheiro proveniente do turismo para melhorar a qualidade de vida de seu povo.

Tive o privilégio de conhecer esse remoto, mas impressionante país que entrou para a lista dos meus lugares preferidos. Estava me preparando para fazer o trekking ao acampamento base do Everest e decidi conhecer o Butão para ir me aclimatando e a experiência foi surreal. Passei 5 dias no país, fui muito bem recebido e consegui conhecer muitos lugares impressionantes e vivenciar um pouco de sua cultura milenar.

Mapa

Fiz um roteiro conhecendo as principais atrações da parte central do país, usando como base as cidades de Punakha, Thimphu e Paro.

Punakha

Antiga capital do país, a cidade fica em um lindo vale e possui diversos lugares interessantes para visitar, como templos e mercados e belos trilhas. O Dzong (fortaleza típica do Butão) de Punakha é considerado o mais belo do país (foto da capa do post). Dentro da fortaleza há alguns templos e apenas uma é aberto a visitação. Muitos monges vivem lá, cuidam do local e fazem suas orações.

IMG_2263

Templo da Fertilidade – Chime Lhakhang

Uma trilha no meio de plantações de arroz e casas de campo típicas leva ao famoso templo. Casais com dificuldades em engravidar vem de diversas partes do mundo por causa da lenda que envolve esse templo.

Figuras com pênis desenhados estão espalhadas no caminho até o templo.

Khamsum Yulley Namgyel Chorten

Após cruzar um bela ponte suspensa sobre um rio com águas cristalinas, uma subida de aproximadamente meia hora leva ao belíssimo templo que oferece uma vista panorâmica para o vale.

Wangdue Nunnery

IMG_2323

Um convento com várias estupas no meio das montanhas com belíssimas vistas para o vale de Punakha.

Dochula Pass

Um passo de montanha com 108 estupas com vista para o himalaia. Um dos lugares mais bonitos da país e fica exatamente na metade do caminho entre Thimpu e Punakha, a um altitude de 3200 metros.

DSCN1336

De lá é possível avistar muitas das maiores montanhas do Bhutão. Tem um templo e uma cafeteria bem agradável.

Thimphu

Capital e maior cidade do país, a cidade está localizada em um belíssimo vale, assim como Paro e Punakha.. É conhecida por ser a única capital do mundo que não tem um semáforo.

IMG_2394

Ao invés disso, um guarda com luva branca faz a organização do trânsito e parece que ele está dançando.

A cidade também possui estádios de arco e flecha, esporte nacional do país, vários templos e um enorme Dzong.

Buda Gigante

Ainda em construção, é o maior Buda dourado do mundo. A vista para a cidade de Thimphu é belíssima.

O interior é muito rico, com várias esculturas em ouro e muitos detalhes. Infelizmente não é permitido tirar fotos.

Ponte Suspensa

Entre as cidades de Thimphu e paro, o visual é incrível, assim como as demais estradas do Butão.

IMG_2458

Vale a pena para na ponte suspensa que fica no caminho. É uma das pontes mais antigas do país e está bem preservada.

Paro

A cidade mais visitada do Butão e onde está localizado o único aeroporto internacional do país, conhecido por ser um dos mais perigosos do mundo. Poucos pilotos tem permissão para pousar aqui. O meu pouso foi uma aventura. Após 3 tentativas mal sucedidas, pousamos em uma base militar na Índia e esperamos por 4 horas até o tempo melhorar e conseguirmos efetuar o pouso. Foi meio tenso mas a visita ao Butão vale a pena o perrengue. Paro está em meio as montanhas e possui muito templos, museus e é o ponto de partida para a atração mais visitada do Butão, o famoso ninho do tigre, Taktsang Monastery.

Museu Nacional de Paro

IMG_1978

O museu conta a história do país, com muita informação sobre cultura, costumes, fauna e flora. É bem interessante e fotos no interior não são permitidas.

Rinpung Dzong

A fortaleza de Paro é conhecida por guardar valiosas jóias da Monarquia butanesa. Muitos monges vivem no seu interior e é conhecido pelo maior Tshechu (festival) do país, que é realizado no seu interior.

IMG_2695

Templo Kyichu Lhakhang

O templo mais antigo do Butão, construído no século 7. Está no caminho para o início da trilha para o ninho do tigre e vale a parada.

IMG_2686

Taktsang Monastery – Ninho do Tigre

O trekking ao ninho do tigre é a atividade mais popular e conhecida do Butão. O templo encravado no meio das rochas é digno de cartão postal.

IMG_2692

A lenda diz que o Guru Rimpoche, um dos primeiros difundidores do Budismo no Butão, voou do Tibet até as montanha montado em um tigre, por onde ficou vários anos meditando. O local é sagrado para os budistas.

IMG_2572

A trilha é um pouco puxada, com uma grande subida até 3000 metros de altitude, passando por lindas florestas, vistas de picos nevados e algumas rodas de oração pelo caminho. É possível fazer metade da trilha à cavalo. Também é possível continuar subindo e ter a visão do templo por cima.

IMG_2604

Tive a sorte de ir durante a primavera, quando as árvores estão floridas com a flor símbolo do país, chamada Rhododendron.

IMG_2552

Cheli La Pass

Passo de montanha de 4000 metros de altitude, a uma hora de Paro, com vista para o vale da Paro e vale de Haa.

Local com várias bandeiras de oração e yaks (bois peludos típicos do Himalaia). É possível fazer trilhas curtas com vistas espetaculares.

Tshechus

Os famosos festivais do Butão, onde ocorrem apresentações culturais, como as danças com máscaras, mostras de costumes e culinária local.

IMG_2115

Durante minhas estadia, tive oportunidade de conhecer o Rhododendron Festival, festival das flores, realizado no Lamperi Botanical Garden, ao lado do Dochula Pass.

Voos

O Aeroporto Internacional de Paro é a principal porta de entrada do país. Não existem muitas opções de voo para lá. Geralmente se voa da India, Nepal ou Singapura. Só existem duas companias aéreas que voam para lá. A Druk Air e a Bhutan Airlines. O aeroporto fica no meio das montanhas do vale de Paro.

IMG_2721

O voo de Nepal para lá foi inesquecível. O piloto avisou quando passamos ao lado do Everest e a vista estava incrível.

Costumes

Uma das experiências legais do Butão é conhecer os costumes locais (e experimentar), como o banho de pedras quentes, arco e flecha, roupas  e a Beter Nut. Uma castalha enrolada em uma folha que eles mastigam o tempo inteiro e ficam com os dentes vermelhos. Essa castanha faz a língua adormecer.

IMG_2366

Cannabis

A Cannabis Sativa (isso mesmo, a maconha) é planta nativa do Butão. É possível ver a planta em vários locais.

IMG_2335

Até os anos 90, os meios de comunicação não eram muito difundidos no Butão e os locais não tinham o costume de fumar a erva. Observaram que os porcos (um dos principais alimentos do país) se alimentavam da Cannabis e dormiam e comiam mais, e assim engordavam mais fácil. Portanto a maconha é sempre foi comida de porco no país. Atualmente, os mais jovens estão começando a fumar e o governo tem feito campanhas de combate ao uso.

Comida

Pimenta, pimenta e mais pimenta. Sopa de pimenta, pimenta a milanesa, todo tipo de legume com pimenta. O prato nacional é pimenta com queijo. Também tem Chás, queijo de yak, arroz vermelho, legumes.

Visto

Brasileiros, assim como a maioria das nacionalidades, precisam de visto para visitar o Butão. O país não possui representação diplomática no Brasil e o visto deve ser retirado através de uma agência no Butão. Para conseguir o visto, deve-se enviar para a uma agência a documentação requerida, reservas de passagens aéreas de ida e volta, bem como definir o itinerário e pagar a operadora com antecedência o transporte, hospedagem e alimentação. A operadora então providencia um visto digital que é estampado no passaporte na chegada ao país. Tudo isso faz com que seja impossível mochilar no Butão, tornando uma viagem relativamente cara, mas que vale cada centavo.

Empresa

Fiz toda a viagem com a empresa Bhutan  Swallowtail e recomendo muito. Providenciaram o meu visto e cuidaram de toda a viagem. O serviço prestado por eles foi de excelente qualidade.    http://www.bhutanswallowtail.com/

Meu guia foi Ugyen Wangdi e recomendo muito.

IMG_2662

 

Categorias: Butão, Outros | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: