O que fazer em Malta?

dscn7152

Malta é um pequeno país localizado no Mar Mediterrâneo, composto por 3 ilhas: Malta, Comino e Gozo. O país é famoso por suas belas praias, festas, mergulhos e cidades históricas. Esse post traz dicas das atrações imperdíveis para se conhecer nesse belíssimo arquipélago.

Melhores Praias de Areia

Blue Lagoon – Comino

img_20160701_131625

Um dos grandes cartões postais de Malta. Essa belíssima praia só pode ser acessada de barco a partir de Malta. Várias excursões e barcos regulares saem das principais cidades de Malta com destino à Blue Lagoon.

malta5

Para um menor tempo de navegação, o melhor é pegar o barco em Cirkewwa, mesmo lugar de onde saem os ferrys para Gozo. A lagoa é belíssima, mas pode ficar muito cheio em determinados lugares do dia. Recomendo ir no final da tarde para aproveitar a praia mais vazia e curtir o pôr do sol.

San Blás – Gozo

sanblas

Apesar da praia mais famosa e frequentada de Gozo ser Ramla Bay, para mim a mais bonita e agradável é San Blás. Uma praia de acesso complicado utilizando transporte público. Mesmo com carro, é necessário parar o veículo no alto e descer uma pequena trilha para ter acesso à praia. Essa descida já proporciona uma bela vista. A praia tranquila com areia avermelhada e o mar calmo é uma excelente opção para relaxar.

Ghajn Tuffieha Bay – Malta

A ilha de Malta tem inúmeras belas praias como as badaladas Golden Bay e Paradise Bay. Também ao Norte da ilha, a praia de Ghajn Tuffieha Bay ou simplesmente Tuffieha, é uma excelente opção. A dica aqui é curtir a praia e ficar para ver o pôr do sol no alto da montanha que dá acesso à praia. É um dos melhores lugares para curtir o entardecer em toda a ilha.

Melhores praias de pedra

Ghar Lapsi – Malta

Uma bela baía de pedra forma uma piscina de águas cristalinas. Excelente para snorkel, o lugar possui um dos melhores restaurantes da ilha com vista incrível para o mar: Blue Creek Restaurant.

Saint Peter´s pool – Malta

img-20160704-wa0027

Um dos mais belos locais da ilha, fica próximo à cidade portuária de Marsaxlokk. É realmente uma piscina de águas transparentes e vários lugares para pular. Recomendo ir bem cedo que é quando a piscina está mais bonita e curtir toda a tranquilidade do local.

Mgar ix Xini – Gozo

Bela praia em Gozo, com restaurantes refinados ao redor. O mergulho aqui é bem interessante, com excelente visibilidade, cavernas azuis e peixes diferentes. O caminho para lá é bem bonito, passando por uma histórica igreja enorme e beirando um belo canyon.

Lugares Históricos

Valletta

013

A capital de Malta é riquíssima em história e cultura. Várias atrações estão na capital e recomendo pelo menos 2 dias para visitá-la. Pegar o ferry de Sliema para Valletta é a melhor forma de chegar lá, até pela vista que pode-se ter do barco. Andar por Valletta já é um passeio legal. A entrada na cidade é por uma ponte suspensa. Vários prédios históricos estão na local e vários deles abertos a visitação, como o teatro, igrejas e museus. Um dos destaques é o tour na St. John´s co-cathedral.

O lugar que oferece as vistas mais belas da região é o Upper Barakka Gardens, de onde pode-se apreciar os tiros de canhão, que ocorrem  todos os dias pontualmente às 12h e 16h. De lá é possível pegar um elevador e descer para um pequeno porto para visitar as Three Cities (Cospicua – Vittoriosa – Senglea).

dscn7295

Os melhores museus de Malta estão em Valletta. Destaque para o Lascaris War Rooms, Museu Arqueológico e Museu das Guerras. Os três são muito legais, mas se tiver que escolher só um, recomendo o Museu das Guerras, que conta bastante da história do país e é bem interativo, além de oferecer belas vistas para o mar.

Mdina

Conhecida como a cidade do Silêncio, Mdina é uma pequena versão  de Valletta. Cidade amuralhada muito conservada, caminhar pela cidade é voltar no tempo. Em uma parte da muralha há uma plataforma para subir e ter lindas vistas da ilha. A entrada de Mdina foi cenário do seriado Game of Thrones. Perto de Mdina está Rabat, outra cidade histórica que vale a visista.

Ciudadela de Victoria – Gozo

dscn7554

Muito parecida com as anteriores, a Ciudadela de Gozo fica localizada no alto de uma montanha e oferece uma vista impressionante da ilha.  Destaque para a catedral, túneis e corredores que levam às muralhas. Assim como Valletta e Mdina, o local está muito bem preservado.

Sítios Arqueológicos

Malta possui diversos sítios arqueológicos impressionantes. Os mais famosos deles são os templos megalíticos de Hagar Qim e Mnajdra.

São conhecidos como as estruturas mais antigas construídas pelo homem, datadas de 3600 anos antes de Cristo. O local pode ser visitado em uma tarde e fica na parte sul da ilha, próximo à Blue Grotto e Ghar Lapsi. Próximo à Valletta se destacam outros 2 sítios arqueológicos. As ruínas subterrâneas de Hal Saflieni Hypogeum e os menos visitados Tarxien Temples.

Outros lugares imperdíveis

Popeye Village

Pequena vila a beira-mar construída para filmagem do filme do Popeye. Hoje funciona como um complexo de entretenimento, com praia, restaurante, cinema e atividades infantis. A entrada é salgada, mas pode-se ter acesso ao mirante e à praia em frente e obter belas vistas do local sem precisar pagar.

Dwejra – Gozo

Na baía de Dwejra ficam duas das mais famosas atrações de Gozo. Azzure Window e o Blue Hole. Cenário onde foi o famosos casamento do seriado Game of Thrones, a região oferece um dos melhores mergulhos do país.

Atrás da baía está uma pequena lagoa chamada Inland Sea, de onde saem os barcos para visitar a Azzure Window pelo mar. Essa lagoa é interliga ao mar por um túnel em uma caverna. O mergulho ali também é espetacular.

Blue Grotto

img_20160703_112052000

É uma caverna que fica na região sul da ilha. É possível ver a atração de um mirante ou fazer o passeio de barco na mesma. A água reflete no mar deixando o interior da caverna com uma cor azul impressionante. O passeio de barco dura certa de 40 minutos e sai da baía de Zurrieq.

Mergulhos

Opções de mergulho em Malta é o que não falta. É até difícil escolher no meio de tantas opções. A vida marinha é a típica do mediterrâneo e bem variada, com várias espécies de peixes, barracudas, polvos e nudibranquios. Outra atração é a quantidade de naufrágios na costa. Vários deles podem ser feitos sem precisar de barco. Como morei 2 meses em Malta, tive a oportunidade de fazer vários mergulhos e vou citar aqui os mais interessantes.

Blue Hole e Inland Sea – Gozo

dscn7058

Em um dia dá pra fazer os 2 mergulhos clássicos de Dwejra: Blue Hole e Inland Sea. É até difícil falar qual dos 2 é mais legal.

Ambos os mergulhos passam por cavernas e túneis em que a luz bate formando um efeito espetacular. A profundidade varia entre 10 e 30 metros e é recomendável o nível avançado, uma vez que é um mergulho sujeito a fortes correntes e há passagem por túneis e cavernas.

Um el Faroud – Malta

Na baía de Zurrieq, a mesma de onde saem os passeios para a Blue Grotto, está um dos naufrágios mais espetaculares da ilha, o barco líbio Um el Faroud. Um navio enorme que naufragou após uma explosão em 1995 e partiu-se ao meio.  O mergulho vai até 35 metros e é necessário ter certificação Scuba diver Advanced para poder desfrutar desse mergulho. Dentro do navio é possível ver uma grande variedade de peixes. Destaque para os cardumes de barracudas.

Mgar ix Xini – Gozo

dscn7186

A baía apresenta a água mais cristalina e talvez a melhor visibilidade nos mergulhos de Gozo.

Um banco de areia tem peixes bem estranhos que se escondem na areia e na caverna é possível ver lagostas e caranguejos. É um mergulho bem fácil para qualquer nível de certificação.

A noite em Malta

A noite em Malta é bem famosa, principalmente no verão quando estudantes de várias partes da Europa vêm passar férias na ilha e transformam a noite em um verdadeiro carnaval. Grande parte da agitação ocorre na região de Paceville, onde jovens bebem todos os dias até cair nos diversos bares e boates da região. Essa área é frequentada por um público mais jovem. Para aqueles que já passaram dos 30, como é o meu caso, deixo duas recomendações que gostei muito:

Café del Mar – Buggiba 

img-20160721-wa0008

Como todos os bares/restaurantes da rede, fica de frente pro mar, com uma piscina de borda infinita que pode ser usada pelos clientes. Comidas e bebidas de qualidade são servidas ao som dos melhores DJs da ilha. A dica aqui é ir ao entardecer, para ver o mais belo pôr do sol da ilha. Confira a programação no site:

http://www.cafedelmar.com.mt/

Bridge Bar – Valletta 

img_20160701_210536939

No meio as históricas ruelas de Valletta, se destaca um bar em frente a uma ponte. Nas noites de quinta feira ocorre o famoso jazz na ponte, onde uma banda de jazz toca em cima da ponte. É recomendável reservar mesas para curtir o jazz com mais conforto. Caso não seja possível, o bar coloca almofadas nas escadarias ao redor da ponte, de onde é possível comprar bebidas, comidas e curtir um som de primeira. Confira a programação na página do bar no facebook:

https://www.facebook.com/www.bridgebar.valletta/

Culinária

A culinária Maltesa é parecida com muitos países que são banhados pelo mediterrâneo, tendo como principais ingredientes os frutos do mar, pastas, legumes  e queijo feta.

Uma iguaria bastante apreciada na ilha é a carne de coelho, que pode ser encontrada com facilidade em açougues e supermercados, além dos restaurantes da ilha. Ftira é um pão típico maltês que pode ser servido recheado de várias coisas. Pastizzi são pequenos pasteis folhados que são um delícia e são muito baratos. E é claro que a principal dica aqui é aproveitar o calor do verão e tomar muita Cisk gelada, a melhor cerveja do arquipélago.

img_20160619_195341515

Recomendo os restaurantes de Blue Creek em Ghar Lapsi e Gululu em St. Julians para experimentar a culinária local. Não deixe de provar os sanduíches gourmet no Badass Burguer em Spínola bay (St. Julians) ou o Hugo´s Burguer em Paceville.

Outras informações úteis

  • A melhor época para visitar o país é entre junho e setembro, quando o tempo está bom e o mar não está gelado. Nos meses
  • O país tem duas línguas ofíciais: Inglês e Maltês.
  • Recomendo alugar o carro pelo menos 2 dias, 1 para conhecer os lugares de acesso mais remoto na ilha de Malta como St. Peter´s Pool e outro para os lugares remotos de Gozo, como San Blás e Mgar ixi Xini.
  • Dirigir em Malta é tranquilo, mas lembre-se que é mão inglesa.
  • Dá para ir de carro de Malta para Gozo de ferry. Compensa sair bem cedo e voltar no ferry no fim da tarde. Os ferrys saem de Cirkewwa e são muito grandes, cabendo muitos carros. O trajeto leva 40 minutos.
  • O sistema de transporte público em Malta é bom e eficiente. Os ônibus vão a quase todos os lugares das ilhas.

img_20160620_154940510

  • Muitas pessoas vão a Malta para estudar inglês. O país tem várias boas escolas. A maioria fica no eixo St. Julians – Sliema. Recomendo a Clubclass que tem um ótimo custo benefício: http://clubclass.com/malta/
  • A passagem aérea direto do Brasil para Malta geralmente é muito cara. Recomendo comprar passagem para alguma cidade grande na Itália (Roma, Milão ou Napoles) e de lá pegar vôos com empresas low cost como Ryan Air ou Easy Jet. Isso barateia muito o custo da passagem.
  • De Malta é possível passar um final de semana na ilha da Sicília – Itália. Barcos saem diariamente e o percurso leva aproximadamente 2 horas.

 

Categorias: Malta | Tags: , , | 3 Comentários

Navegação de Posts

3 opiniões sobre “O que fazer em Malta?

  1. Pingback: Things to do in Malta? | Eu Escolho Viajar

  2. Pingback: ¿Cosas que hacer en Malta? | Eu Escolho Viajar

  3. Pingback: O que fazer em Malta? | Eu Escolho Viajar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: