Um paraíso chamado Polinésia

dscn0262

A Polinésia Francesa é um conjunto de arquipélagos situado no sul do Oceano Pacífico. Um lugar paradisíaco, sendo considerado por muito um dos destinos de praia mais bonitos do mundo. A maioria dos viajantes que vão até lá são casais em lua de mel, mas famílias e mochileiros também visitam o país.

A Polinésia é formada pelos seguintes arquipélagos: Ilhas da Sociedade, Tuamotus, Marquesas, Gambier e Austral. O arquipélago mais visitado e foco deste post é o chamado  Ilhas da Sociedade. São as ilhas de mais fácil acesso, maior estrutura e também onde se localiza a maioria da população do país:

  • Austrais              v 6.310 habitantes
  • Gambier              1.337 habitantes
  • Marquesas         8.632 habitantes
  • Sociedade      227.807 habitantes
  • Tuamotu          14.876 habitantes

Antes de falarmos de cada ilha, é importante saber 2 conceitos para facilitar o entendimento:

Marae: templo tradicional de realização de cerimônias polinésias.

Motu: ilhotas que ficam ao redor da ilha principal, na maioria das vezes desabitadas.

TAHITI

A maior e mais populosa ilha do país é também a principal porta de entrada. Os voos de diversas partes do mundo chegam em Papeete, a capital.

Apesar de não ser a ilha dos sonhos de areia branca e águas azuis, o Tahiti tem seus encantos. Florestas e cachoeiras lindas, praias de areia negra, importantes Maraes e uma cena cultural interessante. Vale a pena passar pelo menos um dia, alugar um carro e dar a volta na ilha parando nos principais pontos.

Marae Arahurahu (ruinas de um antigo templo)

img_6452

Praia de Taharuu

img_6483

Cachoeiras de Faarumai: Uma pequena trilha com 3 cachoeiras em uma floresta bem bonita.

img_6490

Outras atrações de destaque são a praia de Teahupoo, famosa por suas grandes ondas (lá acontece uma das principais etapas do campeonato mundial de surf), o mercado de Papeete e os tours para ver baleias.

Recomendo muito comer nos roulottes (food trucks). Existe uma praça cheio deles na orla de Papeete, que serve uma variedade de comidas locais e internacionais.

Hospedagem 

Le Meridien: Excelente custo benefício.

http://www.lemeridientahiti.com/

dscn0003

MOOREA

Moorea é uma das ilhas mais visitadas de toda a Polinésia, além de ser a segunda mais populosa depois do Tahiti. É a ilha de mais fácil acesso, uma vez que está a somente uma hora de ferry boat do Tahiti.

img_6677

Uma das praias mais bonitas que conheci na minha vida é a praia de Temae, que fica ao lado do Hotel Sofitel Morea. Uma parte da praia é de uso exclusivo dos hóspedes, mas grande parte é pública.

img_6646

O mirante de Toatea está a menos de 2km de caminhada da praia de Temae e oferece uma vista bem bonita da praia e da ilha do Tahiti.

img_6546

Outras atrações de ilha são os mirantes de Magical Mountain e Belvedere, mas é necessário carro ou moto para chegar aos mesmos. A praia Coco Beach no motu Tiahura, também vale a visita. De Moorea também pode-se tomar os tours para ver as baleias que migram pela região.

Hospedagem

Sofitel Moorea: é um hotel luxuoso e extremamente bem localizado na ilha. Existem opções de quarto para todos os gostos. Para quem estiver de lua de mel, recomendo fortemente os bangalôs sobre a água, para uma experiência inesquecível.

http://www.sofitel-moorea-iaora.com

img_6607

Um pouco mais econômico, mas também muito recomendados são os quartos do hotel que ficam na praia, literalmente com o pé na areia.

O Sofitel realiza jantares típicos da Polinésia em algumas noites, nos quais os hóspedes acompanham a preparação da comida, que é enterrada com brasas. Gostamos muito da comida desse hotel.

img_1968

MAUPITI

Maupiti é uma pequena ilha que fica muito próxima da badalada Bora Bora. É uma ilha sem muita infra-estrutura, sem os resorts luxuosos , mas que me parece a ilha mais autêntica da polinésia, onde várias tradições ainda são preservada. Na minha opinião é a ilha mais bonita do país, tanto por ser a mais rústica, quanto pelas belezas naturais inenarráveis.

dscn0577

A praia de Tereia é simplesmente a mais linda e agradável que eu já tive oportunidade de visitar. Recomendo muito alugar uma bicicleta na ilha principal e dar a volta na ilha para ver a comunidade local, vistas espetaculares, e claro, a maravilhosa Tereia Beach.

dscn0556 dscn0544

Para mim, uma das coisas imperdíveis de se fazer em Maupiti é o trekking até o topo do monte Teurufaatiu. O trekking não é muito fácil. Aproximadamente umas 4 horas para ir ao topo e voltar, mas a vista panorâmica da ilha recompensa o esforço (minha esposa quase me matou por eu colocar ela para fazer esse trekking em plena lua de mel, mas quando chegou no mirante ela reconheceu que valeu a pena). Mesmo com o tempo nublado, a vista foi incrível.

dscn0229

Maupiti é famosa por ser um local de limpeza das raias mantas. Esses seres gigantescos vão até a ilha para que os peixes “limpem” suas asas de parasitas. Mergulho ou snorkel em manta point é uma atividade obrigatória e uma experiência emocionante.

img_6887

Um local que me chamou muito atenção pela sua beleza e tranquilidade é o Motu Pitihahei. Pode-se ir lá em alguma excursão que dá a volta na ilha ou ir de kaiak a partir do Motu Tiapaa, onde estão algumas das pousadas da ilha.

dscn0442 img_6885

Um excelente tour para conhecer o melhor de Maupiti em um dia é o Sammy Tours. O barco pode ser privado para casais ou, se quiser baratear o custo, dividir com outras pessoas. O passeio dá a volta na ilha, parando nos motus mais bonitos, incluindo almoço em algum motu  e snorkel no jardim de corais da ilha, que é incrível. O passeio termina com um final de tarde relaxante na praia de Tereia. http://www.sammy-maupiti.com/en/

dscn0521 img_6886

Fomos em julho e tivemos a sorte de presenciar a Heiva Cultural Festivities, que é uma celebração local na qual ocorrem competições, festas, feiras e apresentações culturais. Entre as competições, assistimos ao levantamento de pedras, quebra de côco e corrida carregando cachos de bananas.

Os nativos são super receptivos e ao final de cada competição convidam os turistas a participarem e ensinam um pouco das técnicas. Foi bastante divertido e inusitado!

dscn0269

Hospedagem

Em Maupiti você pode ter uma experiência de Náufrago e ficar hospedado em um motu, com a sensação de ter uma ilha só pra você, mas com opções limitadíssimas de refeições e estrutura. Se quiser um pouco mais de estrutura, fique na ilha principal, mas sem luxo como nas demais ilhas da Polinésia.

Nos hospedamos na pousada Le Kuriri, que fica no Motu Tiapaa. A pousada tem acesso para os 2 lados do motu. De um lado fica um jardim de corais e uma plataforma para observação de baleias, do outro um pier para pegar os barcos e ver o por do sol. O lugar é incrível, com infra-estrutura simples e jantar saboroso. Pode ser uma opção bem interessante para trocas culturais, pois todos os hóspedes jantam juntos, na mesma mesa e horário.

img_6925

Como chegar?

Os voos para Maupiti são bem limitados. Somente 2 vôos por semana provenientes do Tahiti e Bora Bora. Existia um barco que fazia a rota Bora Bora – Maupiti, mas por causa da violência do mar que separa as duas ilhas, o serviço estava suspenso quando estivemos por lá.

TAHA’A

Conhecida por suas plantações, já é possível sentir um cheirinho de baunilha ao chegar na ilha. Ela não possui um aeroporto próprio e é preciso voar até Raiate’a para chegar lá. Geralmente os hotéis realizam transfers de meia hora de barco.

img_7167

Além de algumas praias bonitas e das plantações de baunilha, Taha’a não tem muito o que ver, a não ser relaxar em um de seus espetaculares resorts, como o famoso Le Taha´a, que foi a parte mais romântica da nossa lua de mel.

img_7013

Todos os quartos são bangalôs sobre a água. O hotel possui uma certo ar da Polinésia tradicional, diferente dos outros resorts, que são mais internacionais. Desde a decoração até o excelente atendimento, tudo no maior estilo polinésio possível. Ficamos em um quarto com vista para Bora Bora. O pôr do sol do nosso bangalô era simplesmente incrível.

img_0027

O hotel possui o jardim de corais mais bonito de todas as ilhas que visitamos e o snorkeling lá é imperdível. Seja pelos corais coloridos, variedade de peixes, raias e pequenos tubarões.

dscn0728 dscn0737

O Le Taha’a também é famoso pela sua culinária. O restaurante do hotel é conhecido como um dos melhores de toda a Polinésia, sendo o único do país com a certificação francesa Relais e Chateau. É necessário fazer reserva para o restaurante premiado, mas o hotel possui outros dois.

img_7207

O hotel também oferece kaiaks para os hóspedes, passeio de canoa polinésia, piscina de borda infinita e várias atividades. Outro destaque é o spa, que possui uma infinidade de massagens e tratamentos relaxantes e um agradável ambiente com vista para o lago.

img_7141

dscn0623

Gostamos muito do Le Taha´a, até porque o Hotel não apresenta os preços exorbitantes dos grandes resorts de Bora Bora e Moorea. Acreditamos que o motivo é ele estar em uma ilha menos badalada, mas não menos bonita.

Site do Hotel: http://www.letahaa.com/

Dica: Achamos as melhores tarifas no site hoteis.com, onde é possível inclusive utilizar cupons de desconto para este hotel.

BORA BORA

A ilha mais visitada e grande estrela da Polinésia. E não é por acaso. Uma ilha principal com montanhas enormes cercadas por lindos motus formando uma lagoa com a água com um azul impressionante.

img_7226

O acesso é fácil, uma vez que diversos voos ligam Bora Bora às principais ilhas polinésias todos os dias.

Em Bora Bora, também tem-se a opção de se hospedar na ilha principal ou nos motus. Diferente de Maupiti, aqui os hotéis mais luxuosos estão localizados nos motus para oferecer o máximo de exclusividade aos clientes e vistas incríveis das montanhas da ilha principal.

dscn0865

Na ilha principal, a praia da cidade é muito bonita, chamada praia de Matira. Local mais cheio, mas bom para relaxar uma manhã ou uma tarde ou mesmo ver o seu lindo pôr do sol.

dscn0767

Mas a melhor forma e conhecer Bora Bora é pegar um barco e dar a volta na ilha. Várias empresas fazer esse passeio e recomendo a empresa Lagoon Service. http://lagoonservice.com/

Os passeios geralmente começam pelos jardins de corais. São bonitos, mas nem se compara aos de Maupiti ou Taha´a. Além disso, como Bora Bora é muito turístico, geralmente o snorkling é lotado e você observa algumas empresas fazendo absurdos, como alimentar os peixes e mexer nos corais. Esse é o ponto negativo de Bora Bora, na minha opinião, o turismo é exagerado e nada sustentável, mas isso não tira o brilho dessa linda ilha.

dscn0782

Em seguida, os barcos param em uma região rasa, com a água extremamente azul para snorkel com pequenos tubarões e raias. Muito legal essa parte do passeio.

dscn0807

A próxima parada é em alto mar, para mergulho com os tubarões maiores. Nessa parada, poucas pessoas tiveram coragem de entrar no mar.

dscn0855

Após dar a volta em toda a ilha e passar por lugares incríveis, o passeio para em um motu para almoçar e relaxar no resto da tarde.

img_7350

Quem está hospedado na ilha principal e não tem a beleza dos motus e luxo dos hotéis para relaxar, uma excelente opção é passar o dia no Motu Fan Fan. Basta perguntar na praia de Matira, que eles te mostram onde mora o famoso Fan Fan. Ele tem um motu impressionante e  leva alguns turistas de barco para passar o dia. No local existe estrutura de bar, com redes, cadeiras e guarda sóis. Além disso, no jardim de corais tem uma coleção de estátuas no mínimo inusitada. Vale a pena passar o dia lá.

img_7368 img_7367dscn0916

O restaurante mais famoso de Bora Bora é o Blood Mary, onde os peixes e frutos do mar do cardápio ficam expostos na entrada e o cliente já escolhe o prato antes de sentar. O ambiente é muito agradável para jantar e tomar uns drinks. Vale a visita.

img_2049

Hospedagem

Se você tem muito dinheiro, certamente vale a pena ficar nos super luxuosos e caríssimos Four Seasons ou St. Regis. Caso contrário, recomendo um dos dois hotéis Sofitel que tem na ilha (um na ilha principal e outro em um motu logo em frente).

Mas a minha principal recomendação aqui é onde não ficar. O resort Le Maitai, apesar de apresentar bons preços, está caindo aos pedaços e não oferece nada de bom aos seus clientes. Evite este local.

Como chegar na Polinésia?

A melhor opção é voar do Brasil a Santiago e de lá o voo para Papeete com escala na Ilha de Páscoa. É talvez a forma mais rápida e barata. A opção de parar alguns dias na Ilha de Páscoa na volta é muito boa e pode ser arranjada pelo telefone com a Latam.

Outra opção é via Estados Unidos, com escala e também possibilidade de Stop-over no Hawaii.

Quando visitar?

Apesar de poder ser visitada o ano todo, a época mais recomendada é entre junho e setembro, quando há menor possibilidade de chuvas e maiores possibilidades de ver baleias e raias manta.

Observação

As ilhas de Huahine e Raiate’a também fazem parte das ilhas da sociedade. Infelizmente não tive a oportunidade de conhecer Huahine e em Raiate’a eu apenas utilizei o aeroporto para chegar até Taha’a.

Agradecimento Especial

Maria Clara

img_6518

Categorias: Oceania, Outros, Polinésia Francesa | Tags: , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: