A fantástica travessia dos Lençóis Maranhenses

trampo 038

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é uma das maravilhas naturais do Brasil. Lugar de beleza única, sem similares no mundo. A maioria das pessoas vai até barreirinhas e contrata passeios para visitar as lagoas mais próximas. Outras fazem o passeio de sobrevôo, de onde é possível ter uma idéia melhor da magnitude do lugar. Mas, definitivamente, a melhor forma de conhecer os lençóis, é fazer a caminhada de 3 dias que atravessa todo o Parque Nacional e se “apequenar” diante da imensidão deste lugar incrível.

Várias capitais brasileiras voam para São Luis no Maranhão, aeroporto mais próximo dos lençóis. Duas cidades ficam nas extremidades do Parque Nacional. Barreirinhas, mais popular e de mais fácil acesso, e Santo Amaro, menor e de acesso mais complicado.

Travessia Santo Amaro – Atins
trampo 016A caminhada de aproximadamente 52 Km é realizada entre a cidade de Santo Amaro e Atins, um vilarejo localizado na extremidade leste do parque, de onde se deve providenciar um transporte até Barreirinhas. A travessia pode ser feita em qualquer um dos sentidos e cada um tem suas vantagens.

Vantagens de começar por Atins: Você caminha com o vento a favor, mas depois vai chegar em Santo Amaro, de onde é mais difícil voltar pra São Luis.

Vantagens de começar por Santo Amaro: Você vai de São Luís até Sangue e pega o 4×4 até Santo Amaro. Chega depois da travessia em Barreirinhas, de onde é muito mais fácil pra voltar para São Luis.


mapalencois

A Travessia

Escolhi começar por Santo Amaro por questões de logística e não me arrependi.

Primeiro Trecho: Santo Amaro – Queimada dos Britos
Saímos da cidade de Santo Amaro e atravessamos um pouco a vegetação até chegar nas dunas no começo do Parque Nacional. A primeira parada é a Lagoa da Gaivota, onde a paisagem começa a ficar cada vez mais bonita.

trampo 057

trampo 077

A caminhada é longa nas dunas e passa por várias lagoas. Algumas estavam mais secas e outras bem cheias. Nossa única companhia nesse primeiro dia de caminhada foram algumas vacas perdidas no meio dos lençóis.

trampo 044

trampo 053

Pouco antes de chegar na Queimada dos Britos, tem uma vegetação com frutas locais como Caju, Mirim e Murici.
No primeiro dia foram 21 km em 8 horas de caminhada, que terminaram com um belo pôr do sol.

trampo 065

trampo 078
Chegamos em Queimada dos Britos, que é um Oásis no meio dos lençois, onde vivem algumas famílias. Hospedagem na casa da Dona Joana, tudo muito simples. Dormimos nas redes em uma cobertura de palha ao lado da casa dela.

trampo 092

Foi tudo bem barato, 20 reais com café da manhã. Se quiser jantar, ela pode matar um frango ou fazer peixes (se algum parente tiver conseguido pescar no dia), nesse caso também 20 reais por pessoa o jantar.

Segundo Trecho: Queimada dos Britos – Baixa Grande
Trecho mais tranqüilo da travessia. Começa em um Oásis e termina em outro. Passamos por várias lagoas cheias e secas. São apenas 11 Km em aproximadamente 3,5 horas de caminhada. Dá para chegar, dar uma descansada e depois sair para ver o pôr do sol no alto da duna.

trampo 068

trampo 108

Baixa Grande é um lugar muito simples, mas é muito lindo. Um verdadeiro oásis no meio do deserto. Cercado por pés de caju e com um riozinho ao fundo.

trampo 113

trampo 096

Confesso que nunca tinha comido caju no pé e esses foram os melhores que comi em toda minha vida. Também dorme-se em rede e pagamos 20 reais com café da manhã.
trampo 135

trampo 118

Terceiro Trecho: Baixa Grande – Atins
No terceiro dia a saída é bem cedo, por volta das 4 da manhã. É bonito ver o sol nascer no meio das dunas e lagoas. Começamos atravessando os lençóis por aproximadamente 3 horas, até chegar em uma praia. Seguimos a praia pela direita até chegar no Canto dos Atins e depois Atins. Foram 20 Km em 7 horas de caminhada.

trampo 160

trampo 168

trampo 169

No canto dos Atins, vale a pena experimentar o famoso camarão do restaurante da Luzia. Ela tempera os camarões com Urucum e assa na churrasqueira. É muito bom!!!Depois é só pegar o barco ou jipe até barreirinhas e recuperar para a viagem de volta.
trampo 210

trampo 211
Informações Úteis

Como começar
A partir de São Luis, deve-se escolher por onde começar e então seguir para Santo Amaro ou Barreirinhas.
Se precisarem usar taxi, a radio taxi é muito mais barata que os taxis convencionais do aeroporto – Telefone: 98-3222-2222

São Luis – Barreirinhas
Ônibus direto pela empresa Cisne Branco http://www.cisnebrancoturismo.com.br/ 44 reais
Saídas as 6:00 – 08:45 – 14:00 – 19:30 Tempo de viagem de 4 horas mas frequentemente dura muito mais.

Chegando em Barreirinhas, deve-se pegar o transporte até Atins para começar a travessia (12 reais).

São Luis – Santo Amaro
Deve-se pegar o ônibus da empresa Cisne Branco – 34 reais – e descer no povoado de sangue (3 horas mas eventualmente dura mais).
Saídas as 6:00 – 08:45 – 14:00
Em Sangue, deve-se pegar um pau de arara (20 reais) até Santo Amaro. Tempo de 2 horas. O pau de arara pode demorar um pouco, pois eles esperam encher o veículo para sair.
Em Santo Amaro já começa a travessia.
trampo 008

Quando ir??
As lagoas estão cheias entre Junho e o final de setembro, mas o melhor é fazer a caminhada em Julho, em noites de Lua Cheia.

O que levar???
*se não for acampar
Sunga ou Bikini
bermudas
camisetas
óculos de sol
Protetor Solar (importantíssimo)
Lanterna
Havaianas
chapéu
Cajado (eu não levei e arrebentei meu tornozelo)
medicamentos (relaxante muscular é imprescindível)
Lanches (barra de cereais, castanha, banana desidratada, etc…)
água (pode-se encher no caminho e comprar nas duas paradas também)

Como se guiar nos Lençóis
Bussola
GPS
Guiar pelo sol
Contratar um guia local:
Conhecemos os guias Bruno e Bibinha. São muito jovens, foram criados nos lençóis e conhecem a região como a palma da mão. Para conseguir o contato deles, basta ligar nas pousadas de Santo Amaro ou Barreirinhas. Em 2012 o Bruno cobrou 100 reais para fazer a travessia com 2 pessoas.

Chegando em Atins, pode-se voltar a barreirinhas de 4×4 (2 horas – 20 reais) ou de barco (5 horas – 15 reais).
trampo 228

Agradecimento especial ao companheiro de viagem:

Eduardo Fernandes

Categorias: Brasil, Maranhão | Tags: , , | 15 Comentários

Navegação de Posts

15 opiniões sobre “A fantástica travessia dos Lençóis Maranhenses

  1. Parabéns pela iniciativa.Vou passar a usar seu blog como referência.

  2. Carolina Barbosa

    Nossa! Eu quem sou super mole fiquei com vontade de me aventurar nessa caminhada pelos Lençóis! Com todas essas dicas e esse visual parece fácil!
    Adorei o post!

  3. Thiago,
    vc fez por conta a travessia ou com agencia? Vc recomenda alguma agencia que faz essa travessia?

    • Oi Silvia,
      Não fui por agência. Fui por conta própria e vi tudo na hora. Única coisa que fiz antes foi ligar nas Pousadas de Santo Amaro e pegar o celular de um guia. Combinei com ele o horário e local para começar a trilha e deu tudo certo. Nosso guia era um adolescente da região. Você pode ligar nas pousadas de Santo Amaro ou Barreirinhas que é fácil conseguir os contatos.

      abraço

  4. Guiga

    E aí Thiago, tudo bom? Muito massa o post, ajudou bastante pq pretendo fazer exatamente esse percurso (Santo Amaro – Atins), mas já queria deixar fechado com um guia. Você ainda tem o contato do seu? Valeu!

    • Oi Guiga.
      Quando fiz a trilha, o guia foi o Bruno (telefone 98-88448847). Também conheci outro guia pelo caminho e peguei o contato
      (Bibinha: 98-85233016). Mas como já fazem alguns anos, pode ser que os contatos estejam desatualizados. Recomendo ligar nas pousadas de Santo Amaro e pedir o contato dos mesmos. Foi como eu fiz e deu certo. No mais, aproveite a travessia que é com certeza uma das experiências mais marcantes que já tive na vida.
      Abraço

    • najla

      oi guiga já sabe qndo vai? talvez mais gente fica mais barato…
      muito bom seu post Thiago valeu mesmo!!

  5. najla

    Thiago tenho algumas perguntas hahaha…
    esse povoado sangue que tu parou antes de ir em santo amaro sempre tem pau de arara?
    tu começou a travessia que horas em santo amaro?

    • Sim. Tem pau de arara. Santo Amaro, apesar de pouco conhecido, é outra porta de entrada dos Lençois Maranhenses e também é uma cidade turística, apesar de menor que Barreirinhas.

  6. najla

    tu reservou na queimada dos britos pra dormir?

  7. Helena

    Ola Thiago!! Voce fez a caminhada de tenis ou descalço? Muito pesado para os pés ou foi tranquilo?
    Obrigada!!

  8. Fabrício

    eu sou guia na região, estou aqui para ajudar a todos que querem fazer o trekking pelos Lençóis Maranhenses, tel: (98) 9 88979178 ou Watsapp, e – mail fabricio.lencois@outlook.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: